quarta-feira, 12 de abril de 2017

Bout airplanes

Amava viajar com voce.

Não pela viagem em si - mas pela parte do aeroporto
Ou do trem

Amava porque voce é grande
E carregava nossas malas
Todinhas
Nao me deixava nem toca-las

Me sentia protegida
Segura
Cuidada

Daí chegavamos ao destino
E tudo voltava ao normal.



domingo, 2 de abril de 2017

sexta-feira, 31 de março de 2017

Love is a loosing game


She wished she had never seen him again.

Before he was a dream
the soulmate to cry about in love songs
the goal to believe in other lives
the other half

Before she was happy to know they couldnt be together
It was dramatic
It was painful
It was the romance from the movies
Impossible
Profound

And now no final flame
Love is a loosing game






segunda-feira, 27 de março de 2017

in between days

A Paulinha trouxe um saco de Haribo hoje pro trabalho
Começou a distribuir os saquinhos pelas mesas
Quando voltou pro seu lugar resmungou "só vou jogar fora essas horrorosas de anis"

Era nossa favorita.
Compramos num supermercado na nossa viagem de um dia.
2L de Cocacola e um saco de Haribo de anis.
Era nosso dia proibido.
Comemos o que quizemos, tomamos cafe em cidadezinhas perdidas no mapa
Conversamos sobre amenidades.

Percebi o quanto gostava de voce quando deitou no meu cólo
Ficamos vendo os barquinhos passarem na frente do castelinho de Montreux
Estava meio desconfortavel com a situaçao
Sabia que meu coraçao ia explodir mas nossa amizade era muito importante pra mim

fiquei parada.

(só sentindo a brisa daquele momento)

"Dá pra mim Paulinha! Não joga fora não! Vou colocar uma trilha sonora pra comer essas balas"


segunda-feira, 20 de março de 2017

On hold


Minha mãe um dia me disse
Que quando você não sabe qual caminho tomar
O melhor
É ficar parado


sábado, 18 de março de 2017

tell me darling true

O dia amanheceu chovendo hoje.


Me contaram um dia
que nos filmes, quando chove
significa que houve um ponto de mudança,
que se termina uma era, um capítulo, umas fase da história

Sempre assisto os filmes com cuidado agora
fico analisando a chuva
pra tentar saber o que vem depois pela frente
e quem fica ou vai junto
de mãos dadas
pós temporal



quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

what if

Combinamos um cafezinho.
Na verdade nem sei se voce gosta de café - e minha memória não permite lembrar se gostava ha dez anos atras
Starbucks - meu cenário predileto para começos, despedidas e meios.
Cheguei antes que voce para escolher o lugar perfeito para aquela conversa histórica.
Não tinha dormido na noite anterior - nem na outra
Não sabia onde pôr as mãos, se estava meio gordinha, se o perfume agradaria
Fiquei imaginado sua chegada - tímido - as always
Nervoso e encabulado
Iríamos nos atropelar falando - medo do silêncio constrangedor aparecer
Meu coração ja não estaria acelerado por te amar
só por estranhar essa situação nova
Falaríamos sobre nossas experiências (frustrações?) amorosas e perceberíamos que aquele café não era a solução de nossos problemas nem respostas aos nossos sonhos
Nos despediríamos depois de uma tarde inteira de conversa entre dois desconhecidos
Nos despediríamos combinando o próximo encontro, sabendo que aquele era o único

Iríamos cada um para seu mundo
um pouco tristes, um pouco conformados

por enxergar que o que passou,
passou.






terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Oh simple thing, where have you gone

Geneva smells like you.
Estou andando agora na beira do lago
Chorando do fundo do meu peito
Deixando as lagrimas correrem até meu cabelo com o vento gelado que a gente conhece bem
Não sei se te agradeci o suficiente
Por tua amizade, por dividir comigo alguns dos melhores dias da minha vida,
Aqueles dias que contam, voce sabe
Por não precisar de nada e de ninguem pra nos fazer felizes
Por me deixar ser eu mesma
Por sermos suficientes
Obrigada por trazer magia aos meus dias e me fazer sentir a mulher mais incrivel do mundo - sem esforço
Nao vou te esquecer
Talvez seus gestos sumam com o tempo
As tuas malhas cafonas apaguem da minha memória
Mas nossa história linda
Um graozinho de areia no contexto das nossas vidas
Nunca mais sai de mim.

Tentei reproduzir meu ultimo email pra vc. Ele foi apagado por motivos óbvios.
Mas lembro bem quando escrevi. E o que sentia.
Meu abraço em vc agora onde quer que esteja Chandler Bing.

.

sábado, 30 de julho de 2016

Tomara, Vinícius

Tomara
Que você volte depressa
Que você não se despeça
Nunca mais do meu carinho
E chore, se arrependa
E pense muito
Que é melhor se sofrer junto
Que viver feliz sozinho

Tomara 
Que a tristeza te convença
Que a saudade não compensa
E que a ausência não dá paz
E o verdadeiro amor de quem se ama
Tece a mesma antiga trama
Que não se desfaz

E a coisa mais divina
Que há no mundo
É viver cada segundo

Como nunca mais

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Farol

Queria saber se vc ja comprou tua ilha,
colocou o farol que te dei lá no alto,
deixou uma lagrima rolar imaginando onde estou agora,
pegou o telefone e largou três vezes,
deu uma risada baixinho pra si mesmo,
começou a ver nossas fotos,
e se perguntou por que o carro quebrou com a gente daquele jeito,
tocou seu pescoço lembrando das minhas mãos,
se perguntou se tudo não passou de um sonho,
olhou pro farol novamente,
e cansou de esperar.




quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Blue moon

Ano que vem faz dez anos.

Dez anos de uma noite.

A noite que roubamos a lua pra gente.
Roubamos, juntos
- era nossa.

A deixaríamos onde estava para não levantar suspeita
Mas ninguém mais iria toca-la
ou sonhar em tê-la
- era nossa.

A lua vai comemorar essa noite
vai sempre se lembrar
que foi roubada por um casal de jovens sonhadores
cheios de hormônios
e sonhos

A lua vai chorar essa noite
vai procurar o casal
e se perguntar

por que duas pessoas que são do bem e se amam
nem sempre acabam juntas lá embaixo.






quarta-feira, 25 de novembro de 2015

você era só de mim e eu só de você

hoje eu te traí meu amor.

dei meu coração a outra pessoa
me perdoa meu amor?

pulei na piscina de mãos dadas
me perdoa?

decidi me casar, ter casa, cachorro, filhos
meu amor

parei de lembrar da gente,
parei de querer te ver
de te escrever meu amor

parei de tudo
parei tudo,
me perdoa?

hoje te tirei do teu posto
dos teus direitos
do teu espaço
me perdoa meu amor?

hoje você é de outra
hoje eu sou de outro
e agora meu amor?

quem perdoa?





quinta-feira, 12 de novembro de 2015

somewhere only we know

temos um segredo.
você e eu.
sabemos que mágica existe.
você e eu.
gostamos de café e sofá.
você e eu.
gostamos de apoiar nossas loucuras
e ir até o final
você e eu.
sabemos fazer o outro rir
e chorar
e sentir o maior vazio do mundo quando o outro vai embora
só voce e eu.



sexta-feira, 9 de outubro de 2015

boa noite mon coeur

Não sabemos exatamente quando ele se foi.

Fizemos o jantar - cada um no seu canto como de costume
Você não me beijou - porque não gosta de batom - como de costume

Não me perguntou como foi a noite passada,
quando meu carro quebrou - a noite - no meio de outro país

Eu não quis saber como foi seu dia, com quem falou, que música ouviu
Não quis saber porque estava cabisbaixo
Não quis tomar banho junto, ver tv junto, fazer nada junto

Simplesmente apagamos a luz pra dormir
apagamos o frio na barriga
apagamos a curiosidade,
a ansiedade

apagamos a luz e deixamos tudo escuro
pois sabíamos que ja não havia espaço para mais nada.




domingo, 20 de setembro de 2015

the nothing song

e então senti de novo
domingo

com o barulho da maquina de lavar ao fundo
e algumas moscas que restaram do verão

estava la
eu, meus pensamentos

e o vazio

- todos juntos novamente -

quando achávamos que nunca mais iríamos nos encontrar




sábado, 11 de abril de 2015

ESPELHO

A mulher fitava a outra sem piscar os olhos
- ja não a escutava mais -
sua alma chorava num mar sem fim

tudo o que a outra descrevia era a vida que ela sempre sonhou sem saber
cada momento, cada detalhe
- tudo seu -

quando percebeu
ja não estava mais em si
sua vida havia sido roubada por uma outra - que não ela




quinta-feira, 26 de março de 2015

adieu en rose

.


Voce sabia que meu sonho era ter uma porta cor-de-rosa
- quase chorei quando te contei de tanto brilho nos olhos -

Saiu a procura de um ap.

Em cada um que entrava ficava imaginado qual porta eu escolheria.

Comprou um balde de tinta rosa choque e deixou lá - no meio da sala pra eu ver -

Mas não deu tempo

- quando abriu a porta

eu não estava mais lá pra pintar.






quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

I don't dance

Mas voce não ligou.

Segurou minhas mãos e começou a rodar
 - foi devagar pra eu não tropeçar -

Olhou pra mim com um olhar que ja não via ha muito tempo
me disse que era linda
- em português -

Perguntou se eu topava casar ali mesmo
dançando na chuva
 - topei -

E então aquele lugar virou só nosso
pra sempre

E então nos tornamos eternos
eu voce
e aquele mar

- foi ali que aprendi a dançar -


.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

au revoir

Adeus por agora

foi o que você me disse
- entre palavras pesadas, lágrimas e raiva

raiva por não termos nascido um para o outro.

Você nasceu muito alto, muito loiro, muito longe
nasceu inseguro, corajoso, medroso, confiante
tudo misturado

Eu nasci aqui.
Do outro lado.
Sem tanta certeza, nem tanta coragem
nem tanta altura

Nasci aprendendo a ser princesa, cuidada
aprendendo a ter responsabilidades e paciência
tudo ao contrário

adeus por agora
metade contrária de mim

quem sabe nos encontramos de novo
in another life
when we are both cats


.





quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

aos 30.

Saí de casa.

Peguei minhas coisas, arrumei minha mala
Escolhi tudo que eu fosse usar bastante - o que eu não usava muito ia ficar
Peguei alguns objetos do meu quarto e saí

Fiz carinho no meu cachorro, cantei um pouquinho com o passarinho
Abracei meu pai, minha mãe
e olhei pra minha casa como se fosse a última vez
- sabia que ia voltar nas ferias -
mas eu ja não morava mais lá

Peguei minha mala com força e fui até a porta

abri.
Estava livre!

Olhei pra fora, respirei fundo
dei meia volta e voltei pro meu quarto
abri as minhas coisas e guardei tudo no armário

Já estava livre e decidi que tinha saído de casa

mas era ali que eu queria morar.







sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Je vole

Queria ouvir a música sem parar - até parar de doer.

E a cada vez que ouvia, mais lagrimas escorriam do oceano que se escondia no meu peito. 
Me via dentro do carro a noite, me despedindo da cidade que pertencia a mim.

Todas as suas cores pastéis, seus rios, igrejas, paralelepípedos e seus personagens - o magrelo da boulangerie do metro Bellecour, a senhorinha resmungona da cobertura de Croix Rousse, o arabe da quitanda na frente da escola. Tudo meu.

E a cada vez que a musica começava inudava meu cólo com minha agua salgada.
Estava jorrando.

A memória das nossas conversas, beijos e brigas eram soluços me sufocando no caminho. 

Parei de enxergar o que estava para fora do vidro do carro - só via Lyon e suas luzes mágicas me suplicando para ficar.

Abri os olhos e respirei, estava na hora de desligar o rádio e me despedir da melhor parte de mim.








segunda-feira, 1 de dezembro de 2014



.

                                          ... vamos nos embriagar em nossas lágrimas...

.

sábado, 22 de novembro de 2014

bout thinking bout you

fico tentando achar

em alguma cena, algum segundo no tempo

uma palavra

um sinal.

mas nada.

não encontro uma unica migalha
do seu amor por mim.


segunda-feira, 3 de novembro de 2014

você, que não sabe nada de mim

Você, que não sabe nada de mim

que acha que se apaixonou
que passa alguns minutos de olhos fechados comigo, como se nada mais existisse

Que criou um mundo só nosso
bem escondidinho
onde esse amor é possível
onde ele é perfeito

sem filhos, sem outros namorados, sem ex mulheres, sem pressão, sem família - sem o mundo
- sem nada
só eu e você.

Você,
que olha pra mim,
como se eu fosse uma menininha passeando no recreio
e tivesse só aqueles minutinhos - até o sinal tocar
pra voltar pra aula e ter que esperar mais uma eternidade até a hora da saída

Você,
que não tem a menor idéia do nó da minha cabeça
nem do meu coração
mas não liga pra isso
porque só quer saber de namorar
e passar a tarde junto e fazer pique nique no parque

Porque talvez isso
traga um pouquinho do tempo de volta

e talvez assim
a vida possa recomeçar de novo..